Organização Pan-Americana de Saúde e Ministério da Saúde parabenizam atendimento humanizado no Hospital de Campanha de Santarém

Especialistas da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) visitaram em 14 de julho, o Hospital de Campanha de Santarém (HCS). Junto com eles estavam representantes do Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), onde a agenda de visitações aconteceu em dois dias ontem e hoje em Santarém. Na ocasião, integrantes da comitiva puderam avaliar de perto os trabalhos realizados na HCamp, além de dialogar com profissionais que estão na linha de frente no combate a covid-19.

A equipe foi recepcionada pelo gestor administrativo do HCS, Marcelo Henrique, em seguida, conheceram as instalações da Unidade. Durante a visita a comitiva parabenizou o acolhimento humanizado realizado na Unidade, houve também elogios aos projetos e ações, entre eles, a ‘Alta médica comemorada’ pelo corredor humano formado pela equipe multiprofissional, ‘Visita Musical que leva música e alegria para os pacientes através do talento de alguns colaboradores com voz e violão, bem como o ‘Cine Campanha’ onde pacientes assistem filmes nas enfermarias e a ‘Cabine do Amor’, projeto permite um abraço entre paciente e familiar por meio de uma cabine com espaço para os braços se entrelaçam.

“O Hospital de Campanha está muito bem montado, a parte social, parte de integração humanitária está muito, principalmente o sentimento de pertencimento e esse sentimento nós observamos em todas as unidades que visitamos”, afirmou o Coronel Moura Filho, representante do Ministério da Saúde.

A OPAS atua como escritório regional da OMS para as Américas e trabalha para melhorar a saúde e a qualidade de vida das populações. Segundo Maria Almiron, representante da organização afirmou que todas as informações que foram colhidas irão fomentar políticas públicas no âmbito federal. “Todas as experiências que observamos em Santarém vão nos respaldar para formular recomendações que são regionais e globais” afirmou a consultora.

Com 27 escritórios em países da região e três centros especializados, a OPAS atua impulsionando decisões baseadas em evidências para melhorar a saúde das pessoas e promover a saúde.

Ascom HMS