Como é a rotina da gestão compartilhada de uma Unidade de Saúde

Sexta, 20 Abril 2018 10:00

Na gestão compartilhada de uma unidade de saúde, a Organização Social (OS) atua em parceria com o Poder Público, se responsabilizando pelo acompanhamento diário dos serviços e projetos, bem como pelas contratações e compras de materiais. Conheça como funciona o dia a dia desses processos!

Quem é responsável por propor e acompanhar os projetos?

Na estrutura de uma OS, há sempre um coordenador técnico do projeto que direciona toda a equipe de gestores operacionais. Assim, o profissional fica responsável por instituir rotinas, montar protocolos assistenciais, bem como organizar comissões multiprofissionais, a fim de garantir a segurança e assistência adequada aos pacientes.

Como funciona a aprovação de cada iniciativa?

As iniciativas são discutidas com os gestores da unidade de saúde, o coordenador técnico do projeto e os gestores de saúde municipal, uma vez que se trata de uma gestão compartilhada.

Como funciona a operacionalização dos serviços e novas contratações?

A cada início de projeto é lançado um edital no site da OS, de forma que as empresas e os fornecedores interessados possam enviar suas propostas e documentos para requerer o credenciamento. Após analisar as opções, a Organização firma contrato com a empresa e o fornecedor que ofereceram o serviço com melhor relação de custo x benefício.

De que forma os benefícios desse modelo de gestão facilitam o dia a dia de profissionais e pacientes?

A parceria firmada entre o Poder Público e a OS agiliza a execução dos processos, desburocratiza as contratações e compras, além de agregar o conhecimento técnico de toda a equipe da Organização à gestão da saúde.

Quais são as principais dificuldades diárias da gestão compartilhada?

Uma vez firmado o contrato de gestão, as metas do projeto, como a taxa de ocupação de leitos, tempo de permanência na unidade de saúde, número de procedimentos realizados, entre outras, são definidas pelo município. E para isso, é fundamental que todos os setores e profissionais estejam envolvidos e comprometidos em alcançar os mesmos objetivos.

Saiba mais sobre a gestão compartilhada!