No Dia Mundial do Rim, Hospital Regional do Tapajós promove ações de alerta à doença crônica

HRT

Atividades são voltadas tanto para pacientes renais quanto para profissionais da unidade e população em geral.

 

O Hospital Regional do Tapajós (HRT), através do setor de nefrologia, iniciou esta semana, uma série de atividades voltadas aos pacientes da unidade e colaboradores. As ações tiveram início na última quarta-feira (09), em comemoração ao Dia Internacional do Rim e tem o objetivo conscientizar os pacientes renais para alcançarem uma melhor qualidade de vida; e alertar os colaboradores e população para a importância da doença renal crônica como causa de morte e complicações.

 

Para realizar as ações um grupo composto por profissionais de diversas áreas, como psicologia, assistência social, nutrição e enfermagem foi formado. A temática deste ano proposta pela Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) é “Saúde dos rins para todos: educando sobre a doença renal”, com o lema “Preenchendo a lacuna de conhecimento para o melhor cuidado renal”, dessa forma, busca-se também, com as atividades, incentivar e apoiar profissionais do HRT para atenção primária a melhorarem o conhecimento e condução da Doença Crônica Renal em todo o espectro de prevenção da doença.

 

“É de suma importância o tema da campanha deste ano, isso porque a prevenção é o melhor remédio quando falamos em doenças renais. Seno assim, quanto maior for a divulgação sobre o assunto, com mais rapidez a população pode agir. Diabéticos, hipertensos, pacientes com infecções urinárias de repetição e outras doenças renais precisam ser avaliados por um nefrologista. É aí que surge a necessidade da campanha, que também irá visitar os usuários no ambulatório e acolhimento do hospital para falar sobre a doença.”, destacou a enfermeira Lucimeire Feitosa, responsável técnica de enfermagem do Setor de Nefrologia.

 

Nos dias 14 e 15 de março, uma roda de conversa será realizada para os profissionais do hospital afim de esclarecer sobre a doença renal e reforçar a importância de adotarem um estilo de vida saudável.

 

Sobre Doença Renal Crônica

Dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) indicam que a Doença Renal Crônica (DRC) se caracteriza pela lesão irreversível nos rins, mantida por três meses ou mais, afetando uma em cada 10 pessoas no mundo e com taxas crescentes atingindo a população.

Segundo dados do Ministério da Saúde mais de 60.000 brasileiros são portadores de doença renal crônica terminal e necessitam hoje de tratamento dialítico. De acordo com estudos, as principais prevalências da doença renal crônica são pacientes idosos, hipertensos, diabéticos e com glomérulo nefrite.

Quando diagnosticada de forma precoce, a sua progressão pode ser controlada ou retardada, na maior parte dos casos. Porém, em geral, a DRC não provoca sintomas significativos ou específicos nos estágios iniciais, fazendo com que seja fundamental o conhecimento sobre a doença.

 

Por: Moisés Sodré