Dengue, Zika, Chikungunya ou Febre Amarela: Saiba como se prevenir e reconhecer os sintomas!

Terça, 09 Janeiro 2018 08:48 |

A dengue, zika e chikungunya são doenças causadas por vírus diferentes, mas com sintomas similares e a mesma transmissão: a partir da picada do mosquito Aedes Aegypti. Entenda algumas diferenças

Dengue

Causa: Arborvírus da família Flaviridae

Sintomas:

  • Dor de cabeça intensa; dor atrás dos olhos;
  • Febre acima de 38ºC, com início súbito;
  • Dores musculares;
  • Dores nos ossos e nas articulações;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômitos;
  • Fraqueza e cansaço;
  • Manchas vermelhas no corpo (em 30 – 50% dos casos);

Dengue hemorrágica

Sintomas:

  • Dores abdominais fortes e contínuas;
  • Vômitos persistentes;
  • Pele pálida, fria e úmida;
  • Sangramento pelo nariz, boca e gengiva;
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Sonolência, agitação e confusão mental;
  • Sede e sensação de boca seca;
  • Pulso rápido e fraco;
  • Dificuldade para respirar.
  • Zika

    Causa: Zika vírus

    Sintomas:

  • Dor de cabeça;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Febre baixa, entre 37,5°C e 38,5°C;
  • Dores musculares;
  • Dores e inchaço nas articulações, especialmente nas mãos e pés;
  • Conjuntivite (em 50 – 90% dos casos);
  • Manchas vermelhas e lesões na pele, acompanhadas de coceira;
  • Hipertrofia ganglionar (inchaço na região do pescoço).
  • Chikungunya

    Causa: Vírus CHIKV;

    Sintomas:

  • Dor de cabeça;
  • Febre acima de 38ºC, com início súbito;
  • Dores musculares;
  • Dores intensas nas articulações;
  • Conjuntivite (em 30% dos casos);
  • Manchas vermelhas na pele.
  • Febre Amarela: Qual é a diferença?

    A febre amarela também é uma doença infecciosa, causada por vírus da mesma família que o da dengue e o da zika, bem como pode ser transmitida pelo Aedes Aegypti, em sua versão urbana. No entanto, no caso da febre amarela silvestre, os principais agentes transmissores são os mosquitos Haemagogus e Sabethe.

    Sintomas:

  • Dor de cabeça;
  • Febre acima de 38ºC, com início súbito;
  • Dores musculares e no corpo;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômito;
  • Fadiga e fraqueza;
  • Sensibilidade à luz;
  • Icterícia (coloração amarela da pele e dos olhos, que dá origem ao nome da doença).
  • Cuidados que nunca são demais

    Especialmente no verão, os índices de contaminação da dengue, zika e chikungunya aumentam drasticamente. Além disso, os vírus estão em constante mutação, apresentando maior resistência e incidência de casos.

    Dessa forma, além da vacinação, combater a proliferação do mosquito transmissor, Aedes Aegypti, é a principal forma de prevenção, em todos os casos. Para isso, há algumas medidas simples e importantes, como evitar a água parada, tratar a água das piscinas com cloro e não descartar o lixo em lugares expostos.

    Artigos que você também pode achar interessante