Novo sistema de saúde de Marechal Floriano vai otimizar atendimento para garantir avanços em benefício dos usuários

Quinta, 12 Novembro 2015 16:56 |

Cartão do cidadão vai integrar programas sociais ao sistema, ambulâncias estão sendo monitoradas por GPS e mensagens SMS irão avisar pacientes sobre marcação de consultas e exames

Rael Sérgio/Eduardo Antunes

O novo sistema de gestão compartilhada em saúde adotado no município de Marechal Floriano está em fase de implantação, com inovações na prestação do serviço ao cidadão e uma proposta de atendimento com maior qualidade.

O anúncio da Prefeitura, por meio da secretária Municipal de Saúde Maria Aparecida Trarbach, do prefeito Lidiney Gobbi (PMDB) e da equipe técnica da Organização Social Mais Saúde, traz informações detalhadas sobre o funcionamento do setor com práticas que otimizem a gestão, proporcionando economia e rapidez no atendimento às demandas dos pacientes.

O usuário do SUS será informado sobre a marcação de consulta ou exame por meio de mensagem SMS e, em breve, será implantado o serviço conjunto com as secretarias, de Assistência Social e de Educação, para o cadastro de pessoas inscritas em programas sociais no “Cartão do Cidadão Florianense”.

O cartão, que ainda não teve seu nome definido, vai conter informações cadastrais do programa Bolsa Família, como o peso da criança, sua frequência escolar e atualizações nos dados sociais de seus familiares.

As ambulâncias já estão circulando com monitoramento via GPS. Agora, a localização do veículo pode ser acompanhada em tempo real e sua rota pode ser definida antes mesmo de iniciar a viagem. Ao sair da localização preestabelecida, uma mensagem SMS avisa a Secretaria de Saúde sobre por onde o motorista está passando sem autorização prévia, evitando o atraso na viagem, além do desperdício de combustível e possível desvio de percurso.

Outro benefício do monitoramento, que é definido como mais importante pelo prefeito, é a possibilidade de maior rapidez ao atendimento de emergência, uma vez que a ambulância acionada será a que estiver localizada mais próxima da ocorrência.

“Se durante todo o ano essa ferramenta ajudar a salvar uma vida, para mim já valeu a pena ter implantado esse serviço. A vida é o bem mais importante que o cidadão tem e temos que trabalhar em prol da saúde e da manutenção da vida com qualidade”, pontua Lidiney.

Artigos que você também pode achar interessante