Marechal Floriano promove capacitação de servidores da saúde

Sábado, 12 Março 2016 14:59 |

Em parceria com o Instituto Mais Saúde, município promove humanização do setor

Rael Sérgio

Atendimento acolhedor e humanizado no setor da saúde - Este é o foco da capacitação dos servidores que atuam no município de Marechal Floriano. O treinamento ocorreu, durante esta semana no Centro de Agronegócios, localizado em Santa Maria de Marechal.

A primeira fase contempla setenta servidores vinculados ao Instituto Mais Saúde, gestor da saúde básica na cidade. No próximo mês haverá outra capacitação com mais trabalhadores da saúde florianense.

As especialistas, Ângela Abdo Campos Ferreira e Cláudia Dias Pavan realizaram palestras com o tema “Acolhimento: Atitude e Comportamento”, que passa para o trabalhador do serviço público o fator autoconhecimento, possibilitando que haja maior interação entre o paciente e o funcionário.

“O Instituto Mais Saúde está promovendo, em parceria com a Prefeitura Municipal de Marechal Floriano, a capacitação dos servidores para que o atendimento seja melhor e humanizado. Cada servidor recebe uma apostila contendo estímulos para o profissional se conhecer e se autoavaliar em questões éticas, além de ouvir o cidadão quando necessita receber uma atenção especial ao procurar o serviço de saúde”, afirma Tamara Cillo, coordenadora técnica do instituto.

“Acho que esse contato é muito importante para o sucesso do nosso trabalho. Precisamos de mais momentos assim, para trocarmos ideias e também montar novos projetos”, contou a servidora Adriana Prest.

O prefeito Lidiney Gobbi afirmou que o município tem como objetivo a ser alcançado, o atendimento humanizado. “Ao longo dos tempos a humanização e o acolhimento estão sendo implantados e o cidadão pode comprovar os agentes de saúde e outros profissionais trabalharem com valorização do ser humano e com foco na vida e saúde do paciente”, concluiu.

Os servidores que participam nessa etapa da capacitação são do NASF - Núcleo de Apoio à Saúde da Família, agentes de saúde, recepcionistas e serventes. Tamara acrescenta que ações como essa são para promover o entendimento entre os indivíduos envolvidos no atendimento e a empatia por parte do profissional.

Artigos que você também pode achar interessante