Instituto Mais Saúde participa da força tarefa de combate ao Aedes aegypti

Sábado, 13 Fevereiro 2016 17:18 |

Marechal Floriano, no Espírito Santo, foi inserida no Dia Nacional de Mobilização Zika Zero

Rael Sérgio

O sábado foi de trabalho intensivo contra o mosquito Aedes Aegypti, vetor de doenças como a dengue, chikungunya e zika. Essa última, tem colocado em alerta a Organização Mundial da Saúde por causar microcefalia em fetos gerados em gestantes infectadas com o vírus.

O país inteiro esteve envolvido em uma força tarefa que envolveu as Forças Armadas, ministros de Estado e agentes municipais. O Instituto Mais Saúde esteve presente na força tarefa com agentes da Vigilância Ambiental no município de Marechal Floriano, região de montanhas do Espírito Santo.

De acordo com o supervisor técnico Vagner Sperancin na praça principal da cidade foi instalado um ponto de apoio onde foram distribuídos panfletos com informações sobre como evitar a proliferação do vetor da dengue, chikungunya e zika.

A coordenadora da Vigilância Ambiental, Ana Meirelles fez o trabalho de campo junto a agentes municipais em pontos estratégicos, onde poderia haver foco de proliferação do inseto.

No terreno, próximo ao Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, havia muita água acumulada devido a chuva forte da última sexta (12). As equipes coletaram uma significativa quantidade de lixo nesse e em outros locais.

Ana ainda pede que a população colabore revisando a própria casa e terreno uma vez por semana e, principalmente, receba os agentes. A coordenadora informa que no município há grande resistência na recepção dos profissionais de combate ao mosquito.

A cidade conta com legislação municipal para multar quem acumular lixo e focos do mosquito, o morador deve denunciar locais viciados diretamente na Vigilância Ambiental de Marechal Floriano ou pelo telefone da repartição.

A coordenadora lembra que quem necessitar de horários alternativos para receber os agentes, também deve entrar em contato com o setor.

Artigos que você também pode achar interessante