Campanha de combate à hanseníase é realizada em escolas de Marechal Floriano

Sexta, 05 Agosto 2016 15:46 |
Rael Sérgio

A Secretaria Municipal de Saúde de Marechal Floriano e o Instituto Mais Saúde realizaram, durante o mês de julho, a Campanha Nacional de Hanseníase e Geo-helmintíase em todas as unidades escolares para crianças com faixa etária entre 05 a 14 anos de idade. A ação contou ainda com o apoio da equipe de Estratégia Saúde da Família - ESF de Santa Maria, além de coordenadores, técnicos e professores.

De acordo com a Coordenadora do Instituto Mais Saúde, as atividades incluíram mobilização e orientações aos professores e escolares, antes da dose do anti-helmíntico, e preenchimento de um formulário, pelos pais ou responsáveis das crianças, para identificar possíveis casos de hanseníase

O intuito da campanha é diminuir a carga parasitária em escolares do ensino público fundamental, bem como identificar casos de hanseníase. Para ministrar a dose da medicação, uma autorização será enviada previamente aos pais, que devem dar permissão para que o medicamento seja ministrado em seus filhos.

Segundo ela, a primeira dose do tratamento “quimioprofilaxia primária” foi realizada visando a redução de infecção por geo-helmíntico, com a administração de Albendazol. “O tratamento preventivo nas escolas está em conformidade com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), que preconiza o uso de medicação de forma periódica, como uma medida preventiva e efetiva para redução da carga parasitária e das suas complicações”, explica a Coordenadora da Atenção Básica à Saúde.

Para esse 1º ano de realização da campanha no município, foram selecionadas 03 escolas, que são elas: CEMEI Maria Knidel Lube, EMEF José Aloísio Simon e EMEF Professor Nicolau Krohling, totalizando 490 participantes, nas quais soma um total de alunos que atinge o quantitativo mínimo de escolares a serem contemplados.

A Coordenadora do Instituto Mais Saúde informou ainda que as ações da campanha foram supervisionadas pela Luciana De Nadai Mariano, Enfermeira Coordenadora da Equipe de Estratégia Saúde da Família de Santa Maria.

A hanseníase é uma doença que atinge principalmente a pele e os nervos, podendo afetar a face, os braços, as mãos e os pés. Se não for tratada, pode causar incapacidades ou deformidades. A doença é transmitida de pessoa a pessoa pelo ar, mas tem cura.

As Geo-helmintíases são verminoses que constituem um grupo de doenças parasitárias intestinais que acometem o homem. A lombriga e o amarelão são os tipos mais conhecidos, caracterizados como infecções no intestino provocadas por vermes ou parasitas. As verminoses podem causar sérios problemas de saúde, como anemia, perda de peso, dores abdominais, sangramentos intestinais e diarreia.

Artigos que você também pode achar interessante