Gestão compartilhada da saúde em Barão de Cocais recebe destaque em relatório do COSEMS-MG

Quarta, 08 Novembro 2017 13:59 |

No último mês, foi publicado o relatório de comprometimento financeiro do Estado de Minas Gerais, em relação aos repasses de saúde nos 853 municípios mineiros. A publicação do COSEMS/MG (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais) também destacou estratégias e resultados, incluindo o projeto de gestão compartilhada aplicado na cidade de Barão de Cocais.

A parceria entre o Instituto Mais Saúde e a Prefeitura do município foi estabelecida em junho deste ano, e já tem apresentado grandes melhorias para o atendimento à saúde.

Antes do novo modelo de gestão, o Hospital Municipal de Barão de Cocais comprometia cerca de 70% de todo o gasto anual da saúde da cidade, sendo que o valor financiado pelo estado é de apenas 2,5% de toda a sua despesa. Assim, os investimentos e contratações acabavam ficando em último plano, sem viabilidade.

A partir disso, a administração de Barão de Cocais avaliou a possibilidade de contratação de uma Organização Social de Saúde para exercer a gestão compartilhada do Hospital e Maternidade Waldemar das Dores. Com a aprovação da Câmara de Vereadores, foi iniciado um procedimento formal para a escolha e contratação da OSS.

Dessa forma, o Instituto Mais Saúde, que venceu a licitação, passou a gerenciar o hospital em conjunto à Secretaria Municipal de Saúde de Barão de Cocais. Para um acompanhamento mais próximo dos resultados, foram estabelecidos indicadores de qualidade, que são avaliados mensalmente e quadrimestralmente, junto à prestação de contas.

Esse modelo permitiu maior controle para as despesas do hospital e, assim, maiores investimentos para os processos e procedimentos realizados, com foco na humanização e otimização do atendimento aos cidadãos.

Esse projeto foi selecionado dentre outras iniciativas em cidades mineiras e foi ressaltado como uma parceria bem-sucedida pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde. “A importância de fazer gestão compartilhada é que podemos nos concentrar à Atenção Básica, firmá-la como a porta de entrada para os tratamentos do SUS e manter o vínculo dos pacientes com a Saúde da Família e consequentemente aumentar adesão ao tratamento”, explica o Secretário de Saúde de Barão de Cocais, Edson Adão dos Santos.

Confira o relatório completo.

Fotos: Secretaria de comunicação de Barão de Cocais


Artigos que você também pode achar interessante